Bem-vindo ao nosso 19º Café da Manhã!

Amo a palavra presente. No momento, o que faço me conquista. Escrevo, ouço, observo. Escolhas almáticas se difundem de forma avassaladora. Reencontro o outro lado. Do lado fico até o anoitecer. Atemporal sentimento de felicidade me preenche. Sou tudo e todos, imersos em mim. Rios de andorinhas que voam do coração. Em palpitantes bocejos e sorrisos preguiçosos, acaricio o céu. Livre, consciente a se expandir. Livro, essência a transbordar. Por estrelas, passeio de mãos dadas com o que faço neste momento. Amo o presente da palavra.

Mais um gole de Café, e até amanhã!

Prazer, Pablo.

Deixar um comentário